O republicano John S. McCollister criticou o presidente Donald Trump e conclamou os seus companheiros de partido a tomar posição

“O Partido Republicano está permitindo a presença da supremacia branca no nosso país. Tendo sido por toda uma vida um republicano, me dói dizer isso, mas é a verdade”. Essa declaração foi feita na noite do domingo 5 por John S. McCollister, 72, representante do Senado de Nebraska, nos Estados Unidos, em texto publicado no Twitter.

“Não estou sugerindo que todos os republicanos são supremacistas brancos nem estou dizendo que o republicano médio é sequer racista”, sublinhou o senador, “o que estou dizendo é que o Partido Republicano é cúmplice de atividades obviamente racistas e imorais dentro do nosso partido”.

Um alvo central da série de tuítes foi Donald Trump, descrito por McCollister como um “presidente que continuamente alimenta temores racistas em sua base, chama certos países de ‘buracos de merda’, diz a mulheres negras para ‘voltar’ ao lugar de onde vieram e mente mais do que fala a verdade”. Políticos republicanos eleitos, afirmou ele, põem panos quentes sobre essa situação, por temer impactos eleitorais negativos.

O escrito de McCollister foi publicado no fim de semana em que 31 pessoas morreram nos Estados Unidos vítimas de dois atentados — um em El Paso, no estado do Texas (22 mortos), outro em Dayton, Ohio (nove mortos). O primeiro foi definido como crime de ódio e tem viés racista. Após os ataques, Trump condenou o supremacismo branco.

“Quando os livros de história forem escritos, eu me recuso a ser alguém que não disse nada”, disse McCollister. Sua thread (nome dado à sequência de postagens relacionadas no Twitter) conclamava seus colegas: “É hora de nós republicanos sermos honestos com o que está acontecendo no nosso partido. Nós somos melhores do que isso e eu imploro aos meus companheiros republicanos para que tomem posição e façam a coisa certa”.

 

Categorias:Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *